08 outubro, 2018

RESENHA | O Telefonema que Não Fiz - Jonas Zair Vendrame / Novo lançamento da Editora Skull

Título: O Telefonema que Não Fiz
Autor: Jonas Zair Vendrame
Editora: Skull
Páginas: 200
Gênero: Drama / Suspense
Ano: 2018 - pré-venda prevista para 10/10/2018
Sinopse: Júlia era uma mulher bonita e de vida intensa, considerava-se imatura e gostava disso apesar de seus 26 anos.
“O futuro não importa, somente viver o momento é a prioridade.” Ao deixar de executar uma simples tarefa em seu trabalho para poder curtir o final de semana, tudo muda.
Não esperava que aquela negligência fosse ter consequências desastrosas, capazes de mudar a vida de muitas pessoas e principalmente a dela para sempre. Suas tentativas de reparo vão agravando os problemas até que a culpa começa a pesar demais e a destruir seu psicológico. Um telefonema não feito, um erro, uma vida toda a se pagar.
          
Finalmente a resenha tão esperada. O melhor livro que já li na vida, o livro que me salvou, o livro que eu amo mais que Harry Potter, o livro que faz o autor continuar no topo de autores favoritos: Hoje a resenha é sobre O Telefonema que não fiz


Júlia têm 26 anos mas é totalmente irresponsável, é orgulhosa e dona de uma personalidade forte. Trabalha em um hospital na área de ligações internas. Namora com Erik, um cirurgião pediatra, e completamente o oposto de Júlia; tanto no pessoal quanto no profissional, Erik é responsável, amável e com o olhar no futuro.
Júlia sempre chega atrasada em seu trabalho, e sua chefe como 'punição' pede para ela ligar para cinco fichas após o expediente. Júlia revoltada faz o trabalho solicitado, mas quando está indo para a última ficha Erik aparece e eles discutem, colocando um fim no relacionamento. Júlia perde o chão e saí do trabalho sem terminar com o que lhe foi destinado. Ela curte o final de semana com sua prima, bebidas e festas. Porém esquece totalmente daquela ficha. Depois de alguns dias, ela recorda, mas pode ser tarde demais. Quem era a pessoa que estava esperando a ligação de Júlia? O quão irresponsável Júlia foi a ponto de deixar alguém correr risco de vida? Um telefonema não feito e tudo muda, Um Telefonema e Júlia se condenará pelo resto de sua vida, Um Telefonema e você descobrirá o que acontece a seguir.


Sei que muitas pessoas ao lerem vão odiar a Júlia, mas isso não aconteceu comigo. Ela é uma personagem real, quem nunca errou? Por raiva, medo, felicidade. Todos cometemos erros, o dela foi grave, mas eu vi a evolução dela, a forma como foi atrás de uma resposta, de como tentou mudar e mudou. A Júlia das primeiras páginas evolui até o último ponto final; Uma personagem forte, que me fez enxergar a vida de forma diferente, me ensinou, e acima de tudo compartilhou comigo sua história. Eu me sinto amiga dos personagens falando deles, sinto que conheço cada um como a palma da minha mão. Sinto que sou parte da história ou eles são partes da vida real. 
Erik é o sonho de qualquer mulher, lindo, atencioso, e está com a Júlia o tempo todo, mas será que isso basta quando duas personalidades tão distintas se juntam? Duas pessoas com ideais e sonhos diferentes?
Winike, minha maior paixão nesse livro, assim como aprendi com a Júlia, eu aprendi com ele. Um personagem ímpar para a história que fez toda a diferença para mim. Seus ensinamentos, suas atitudes e o poder do perdão que ele carrega vão me acompanhar por toda a vida. 

Queria falar de todo mundo, Rafael, Walkiria, o cara misterioso, mas vou deixar vocês descobrirem o brilho de cada um dos personagens, suas angustias, e suas felicidades. Seus poderes de salvar as pessoas assim como me salvaram nessa história.

Tim-Tim também não quer fazer um telefonema

O autor mistura terror psicológico (voltado para Júlia), com drama. Ao decorrer do livro acompanhamos o desespero a ponto da protagonista não aguentar mais a culpa. Mas ao mesmo tempo passamos por mensagens importantes em cada página. Preste atenção nas entrelinhas, e você vai encontrar ajuda, motivação e um ombro amigo. Não, não é um livro de auto-ajuda, quero deixar isso bem claro. Mas é tão bem escrito que me ajudou de uma forma surreal. O Telefonema que não fiz me ensinou sobre amizades verdadeiras, sobre o poder da família e das pessoas que amamos, sobre como é bom ter essas pessoas por perto. Sobre carinho, admiração, amor ao próximo, humanidade e sobre doação de órgãos.  Não canso de elogiar esse livro, não canso de falar que esse livro me tirou da depressão, e não canso de recomendar ele para todas as pessoas possíveis. 


Além da história, quero falar sobre a capa (linda e maravilhosa), e sobre a escrita do Jonas que evoluiu muito desde o último livro que li dele. Os capítulos são curtos então a leitura fluí e nem preciso falar que prende né? 

Pra finalizar quero dizer  que, como se tudo isso não bastasse, o livro conta com uma playlist fantástica, que mais para frente compartilho com vocês. 

Vai ter post somente com quotes em breve.

Não deixe de ler, não deixe esse ser o último telefonema de vocês.
Beijos!

11 comentários:

  1. Estava ansiosa por esta resenha Aline parabéns, realmente a Julia tinha tudo para ser uma pessoa feliz, embora não desse valor para isso, precisou de um erro para que suas atitudes mudassem e isso veio com um alto preço, apenas um telefonema não feito mudou sua vida para sempre.

    ResponderExcluir
  2. Melhor que Harry? Entao preciso desse livro para ontem. Sua resenha foi super empolgante, fiquei curiosa para saber qual o final dessa confusão de Julia.

    ResponderExcluir
  3. Meu Deus, quer me matar do coração? É do meu livro mesmo que está falando? Nem sei o que dizer, fico sem palavras ao saber que minha escrita foi capaz de te tocar dessa maneira, faz tudo valer a pena, muito obrigado por me presentear dessa maneira, com essa resenha maravilhosa e com essas fotos que mostram o quanto você é dedica ao que faz, meus parabéns por esse trabalho incrível que tenho o prazer se acompanhar de perto como autor, sendo resenhado, e como leitor que sempre se informa dos melhores livros aqui! Beijos!

    ResponderExcluir
  4. O ponto destacado e que acho incrível é o fato dela mesmo tendo 26 anos gostar da imaturidade que ela detém, se agrava mais e deixa chocante ao extremo quando sabemos qual é o trabalho da criança em corpo de adulto. Aff! É desesperador saber disto, pois considero insuportável crianças e adolescentes imaturos, mas me surpreendo com essa capacidade da Júlia... A punição embora tenha como objetivo ensinar algo sem cometer um erro mais grave no futuro, serviu como o contrário da intenção da chefe. Já começou com uma ótima mensagem. Ps. Parabéns pela incrível resenha. ♡

    ResponderExcluir
  5. Adorei as palavras sobre o livro, principalmente pelo fato de tocar quem o lê de uma forma positiva,como aconteceu com você. Fiquei super curiosa para conhecer a história,pois todos precisamos de leituras que nos fazem bem e nos dão uma lição para vida, estou precisando disso no momento, então com certeza vou procurar o livro para ler!! A capa esta realmente linda!!

    ResponderExcluir
  6. Ah, eu amo esse tipo de livro, que mexe com nosso psicológico, são livros que nos fazem pensar neles por muito tempo e não simplesmente ler e deixar na estante. E também adoro um drama kk então já quero muito esse livro. Essas fotos estão maravilhosas ��

    ResponderExcluir
  7. Insanamente ansioso por ler cada linha. Como sempre, sua resenha dialoga comigo pelo sentimento de leitora que você entrega e não pelos detalhes da história, isso você deixa pra minha experiência. Esse respeito pelo autor e pela minha leitura me conquistam pro livro e para as suas resenhas sempre mais. Cada dia mais louco por você, pelas suas resenhas e, agora mais, para ler esse livro.

    ResponderExcluir
  8. Tão gostoso quando aparece indicação de trabalhos que a gente não conhece e com uma qualidade tão grande! Não conhecia o livro e estou aqui, de queixo com esta resenha e pelo conteúdo do livro.
    Sempre digo que a culpa é um dos piores sentimentos que existem. Pois ela adoece a gente por dentro, nos deixando mal 24 horas por dia.
    E por tudo que li acima, a culpa é o que move este enredo.
    Vai para a lista de desejados com certeza!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  9. Que resenha maravilhosa! Fiquei envolvida de um jeito que eu juro que não queria que a resenha acabasse kkkk. Com toda certeza eu vou colocar esse livro na minha lista 😍

    ResponderExcluir
  10. Nossa parece ser um livro e tanto, fiquei muito curiosa em saber o que aconteceu, parece ser uma leitura instigante e deixa o leitor aflito imaginando o que será que a Júlia causou ao deixar de fazer a ligação. Os personagens parecem que conquista o leitor, quanto a Júlia só lendo para saber, embora ela tenha aprendido com seu erro e mudado.

    ResponderExcluir
  11. Já tinha comentado no outro post sobre esse livro e acertei praticamente a história toda! Deve ter realmente sido uma leitura e tanto (mas eu confesso que ainda não sei qual é o meu livro favorito eu gosto de tudo!), então mais uma vez eu amei sua resenha, bem objetiva e com muitos sentimentos (acho q a história tb fala de superação, o momento em que Julia passa por um erro, como vc mesma disse todos cometemos, nos fazem ficar mais fortes) desejo um dia ler! Abraços!

    ResponderExcluir