21 maio, 2019

RESENHA | Mundo em Caos - Patrick Ness

Título: Mundo em Caos
Autor(a): Patrick Ness
Editora: Intrínseca
Páginas: 480
Gênero: Distopia / Fantasia / Ficção científica
Ano: 2019
Skoob
Nota: 4,5/5
Livro cedido pela Editora
Sinopse: Em um mundo pós-apocalíptico, uma infecção rara e perigosa causou o inimaginável: a morte de todas as mulheres. O mesmo germe fez com que os pensamentos dos homens se tornassem audíveis, e agora o caótico Ruído está por toda parte. É impossível guardar segredos no Novo Mundo. Todd Hewitt é o único garoto entre os homens da cidade de Prentisstown, e mal pode esperar para se tornar um deles. No entanto, o lugar esconde algo grave, capaz de mudar o futuro de Todd e do Novo Mundo para sempre. A apenas um mês de se tornar homem, um segredo impensável é revelado, e ele se vê forçado a fugir antes que seja tarde demais. Acompanhado por seu fiel escudeiro, o cachorro Manchee, ele empreende uma jornada repleta de perigos e se depara com uma criatura estranha e silenciosa: uma garota. Mas quem é ela? E por que não foi morta pelo germe como todas as mulheres?
Publicado em mais de trinta países, Mundo em caos é o primeiro volume de uma distopia perturbadora sobre os laços que forjamos em situações extremas e traz à tona a infinita insensatez humana diante das diferenças. A adaptação cinematográfica da obra terá Tom Holland e Daisy Ridley como protagonistas. A Intrínseca relança em uma edição especial, com tradução inédita e um conto extra, a série que consagrou Patrick Ness como um dos maiores nomes da literatura jovem.
Nesse primeiro livro da trilogia, o autor apresenta um mundo pós-apocalíptico onde uma infecção incomum causou a morte de todas as mulheres, ao mesmo tempo que fez os homens conseguirem ouvir os pensamentos uns dos outros (chamado na história de Ruído). É impossível guardar segredos no Novo Mundo;

Bom, isso foi o que Todd cresceu escutando, Todd é o único garoto de Prentisstown, um povoado pequeno e isolado, podendo ser o único que ainda existe no planeta. Nosso protagonista não vê a hora de se tornar adulto, e falta um mês para isso acontecer, pois ele se aproxima dos seus treze anos. Mas Prentisstown esconde algo delicado, capaz de mudar tudo.


20 maio, 2019

ENTREVISTA COM AUTORES #50 | Autora Cecília Mouta


1 - Como você percebeu que queria ser escritor(a)? 
Acho que a ficha caiu que eu queria seguir a carreira de escritora quando eu não conseguia fazer mais nada da minha vida a não ser escrever. Eu não conseguia prestar atenção nas aulas nem estudar em casa, só ficava bolando histórias na cabeça e/ou escrevendo.

2 - Tem algum personagem favorito? Em modo geral ou do seu(s) livros? Se sim, por quê? O que ele significa para você?
De histórias que eu li eu gosto muito da Hermione, pois sempre me identifiquei com alguns aspectos dela. Das minhas histórias, eu tenho um personagem que mexeu muito comigo quando o escrevi, era um mega vilão, mas a história não é publicada.

3 - Como foi para você, entrar no mundo literário e publicar seu livro? 
Foi realizador poder apresentar minhas histórias para as pessoas. E mais realizador ainda é receber um feedback positivo.

4 - Você faz muitas pesquisas antes de escrever uma história?
Eu confesso que tenho muita preguiça de fazer pesquisa, não gosto, acho chato. Então acho que sempre penso em histórias que não exigem muita pesquisa. (Hahaha) Mas se for necessário, tenho que fazer, né. É importante para ter uma obra bem feita.

5 - Existem muitas cobranças por parte de seus leitores? 
Eu não diria cobrança, mas sempre tem algum leitor querido perguntando quando vem uma próxima história.

RESENHA | Até o Fim - Harlan Coben

Título: Até o Fim (Uma noite trágica. Uma vida inteira de segredos).
Autor(a): Harlan Coben
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
Gênero: Crime / Ficção / Romance policial / Suspense e Mistério
Ano: 2019
Skoob
Nota: 4,5/5
Livro cedido pela Editora
Sinopse: O detetive Nap Dumas nunca mais foi o mesmo após o último ano do colégio, quando seu irmão Leo e a namorada, Diana, foram encontrados mortos nos trilhos da ferrovia. Além disso, Maura, o amor da vida de Nap, terminou com ele e desapareceu sem justificativa. Por quinze anos, o detetive procurou pela ex-namorada e buscou a verdadeira razão por trás da morte do irmão. Agora, parece que finalmente há uma pista. As digitais de Maura surgem no carro de um suposto assassino e Nap embarca em uma jornada por explicações, que apenas levam a mais perguntas: sobre a mulher que amava, os amigos de infância que pensava conhecer, a base militar próxima a sua antiga casa. Em meio às investigações, Nap percebe que as mortes de Leo e Diana são ainda mais sombrias e sinistras do que ele ousava imaginar.
Um assassinato acontece e as digitais de Maura são encontradas na cena do crime. Maura é ex namorada de Napoleon Dunas, ou apenas Nap. Há quinze anos atrás Nap teve uma imensa perda, pois no seu último ano do colegial seu irmão gêmeo foi encontrado morto nos trilhos do trem. Exames apontaram drogas no organismo de Leo e sua namorada Diana, alguns acreditam em suícidio, outros acham que os dois estavam tão drogados que simplesmente se jogaram na frente do trem. Mas Nap não acredita em nada disso, e sim que algo sombrio aconteceu naquela noite, na mesma noite em que Maura terminou com ele e sumiu. Mas agora com as digitais de Maura, Nap pode ter respostas. 


16 maio, 2019

ENTREVISTA ESPECIAL #49 | ILUSTRADOR DANIEL MIRANDA


1 - Quando começou a se interessar por desenho e ilustração?
Acho que desde criança. Cheguei a fazer aqueles cursos de desenho a distância na época, mas acabei pendendo pro lado da música e deixei de lado o desenho. Só alguns anos atrás voltei a estudar, primeiro foi pixel art para jogos e depois desenho e ilustração de um modo geral.

2 - Qual o significado de arte para você? E como se sente quando está criando?
Arte pra mim significa se expressar, colocar pra fora os sentimentos. Eu me sinto vivo, alegre, as vezes frustrado também, mas é muito bom ver aquilo que estava só na minha cabeça ganhar vida.


3 - Algum profissional – ilustrador(a), artista plástico, desenhista, designer, enfim… – serviu ou serve como inspiração?
Tem muitos, principalmente no mundo dos quadrinhos. Alguns exemplos: Dave Gibbons, Alex Ross, Fiona Staples, Jill Thompson, Moebius.

4 - E como é o processo criativo? Como é “criar do nada”?
Primeiro eu tento imaginar o que eu quero desenhar, como vai ser a cena, então, normalmente, procuro algumas imagens como referência, principalmente se for algo que não costumo desenhar.


5 - Em algum momento temos aquele branco, o famoso bloqueio criativo. O que você costuma fazer para “destravar”?
Eu costumo pegar alguns quadrinhos para ler. Levantar, tomar um café e relaxar um pouco, também ajudam.

RESENHA | O Que Aconteceu Com Annie - C. J. Tudor

Título: O Que Aconteceu Com Annie (Intrínsecos #6)
Autor(a): C. J. Tudor
Editora: Intrínseca
Páginas: 288
Gênero: Ficção / Literatura Estrangeira / Suspense e Mistério
Ano: 2019
Skoob
Nota: 4/5
Livro cedido pela Editora
Sinopse: Uma noite, Annie desapareceu. Desapareceu de sua própria cama. Houve buscas, apelações. Todos pensaram o pior. E então, milagrosamente, depois de quarenta e oito horas, ela voltou. Mas ela não podia ou não iria dizer o que tinha acontecido com ela.
Algo aconteceu com minha irmã. Eu não posso explicar o quê. Eu só sei que quando ela voltou, ela não era a mesma. Ela não era minha Annie.
Eu não queria admitir, nem para mim mesmo, que às vezes morria de medo da minha própria irmãzinha.
Da mesma autora de O Homem de Giz, em O Que Aconteceu com Annie vamos conhecer a história de Joe Thorne, um professor que depois de 25 anos retorna à Arnhill (uma pequena cidade onde cresceu) para dar aulas na sua antiga escola; mas claro que Joe retornou para sua cidade por um motivo pessoal, ele recebeu um e-mail onde alguém dizia saber o que havia acontecido com Annie, sua irmã; e que estaria acontecendo novamente. Joe usa essa ida a sua cidade como um escape dos problemas do presente, mas o lugar que ele pretende se refugiar é um passado sombrio e doloroso.


No passado Annie ficou desaparecida por 48 horas, todos achavam que o pior havia acontecido, até que ela volta e na mesma hora Joe percebe que aquela que está na sua frente não é sua irmãzinha. Mas o que aconteceu com Annie nessas 48 horas?!

Copyright © 2019 | Design e Código: Sanyt Design | Uso pessoal • voltar ao topo