16 maio, 2019

ENTREVISTA ESPECIAL #49 | ILUSTRADOR DANIEL MIRANDA


1 - Quando começou a se interessar por desenho e ilustração?
Acho que desde criança. Cheguei a fazer aqueles cursos de desenho a distância na época, mas acabei pendendo pro lado da música e deixei de lado o desenho. Só alguns anos atrás voltei a estudar, primeiro foi pixel art para jogos e depois desenho e ilustração de um modo geral.

2 - Qual o significado de arte para você? E como se sente quando está criando?
Arte pra mim significa se expressar, colocar pra fora os sentimentos. Eu me sinto vivo, alegre, as vezes frustrado também, mas é muito bom ver aquilo que estava só na minha cabeça ganhar vida.


3 - Algum profissional – ilustrador(a), artista plástico, desenhista, designer, enfim… – serviu ou serve como inspiração?
Tem muitos, principalmente no mundo dos quadrinhos. Alguns exemplos: Dave Gibbons, Alex Ross, Fiona Staples, Jill Thompson, Moebius.

4 - E como é o processo criativo? Como é “criar do nada”?
Primeiro eu tento imaginar o que eu quero desenhar, como vai ser a cena, então, normalmente, procuro algumas imagens como referência, principalmente se for algo que não costumo desenhar.


5 - Em algum momento temos aquele branco, o famoso bloqueio criativo. O que você costuma fazer para “destravar”?
Eu costumo pegar alguns quadrinhos para ler. Levantar, tomar um café e relaxar um pouco, também ajudam.

RESENHA | O Que Aconteceu Com Annie - C. J. Tudor

Título: O Que Aconteceu Com Annie (Intrínsecos #6)
Autor(a): C. J. Tudor
Editora: Intrínseca
Páginas: 288
Gênero: Ficção / Literatura Estrangeira / Suspense e Mistério
Ano: 2019
Skoob
Nota: 4/5
Livro cedido pela Editora
Sinopse: Uma noite, Annie desapareceu. Desapareceu de sua própria cama. Houve buscas, apelações. Todos pensaram o pior. E então, milagrosamente, depois de quarenta e oito horas, ela voltou. Mas ela não podia ou não iria dizer o que tinha acontecido com ela.
Algo aconteceu com minha irmã. Eu não posso explicar o quê. Eu só sei que quando ela voltou, ela não era a mesma. Ela não era minha Annie.
Eu não queria admitir, nem para mim mesmo, que às vezes morria de medo da minha própria irmãzinha.
Da mesma autora de O Homem de Giz, em O Que Aconteceu com Annie vamos conhecer a história de Joe Thorne, um professor que depois de 25 anos retorna à Arnhill (uma pequena cidade onde cresceu) para dar aulas na sua antiga escola; mas claro que Joe retornou para sua cidade por um motivo pessoal, ele recebeu um e-mail onde alguém dizia saber o que havia acontecido com Annie, sua irmã; e que estaria acontecendo novamente. Joe usa essa ida a sua cidade como um escape dos problemas do presente, mas o lugar que ele pretende se refugiar é um passado sombrio e doloroso.


No passado Annie ficou desaparecida por 48 horas, todos achavam que o pior havia acontecido, até que ela volta e na mesma hora Joe percebe que aquela que está na sua frente não é sua irmãzinha. Mas o que aconteceu com Annie nessas 48 horas?!

15 maio, 2019

RESENHA | Oblivion Song: Canção do Silêncio - Robert Kirkman...

Título: Oblivion Song: Canção do Silêncio
Autor(a): Robert Kirkman...
Editora: Intrínseca
Páginas: 144
Gênero: HQ, comics, mangá / Literatura Estrangeira
Ano: 2019
Skoob
Nota: 4/5
Livro cedido pela Editora
Sinopse: Anos atrás, 300 mil habitantes da Filadélfia foram transportados para Oblivion, uma nova dimensão aterrorizante que surgiu de forma inexplicável e destruiu áreas da cidade. Os desaparecidos tentam sobreviver enfrentando seres monstruosos em um ambiente inóspito e atordoante, marcado por raros momentos de calmaria.
O governo investiu muitos recursos em incursões para resgatar as vítimas, mas depois de dez anos as buscas foram encerradas. Mesmo lamentando a perda de entes queridos, a vida seguiu seu curso para grande parte da cidade, e monumentos, memoriais e museus foram erguidos em homenagem aos que se foram. No entanto, se depender do cientista Nathan Cole, ninguém vai ficar para trás. Nathan desenvolveu uma tecnologia extremamente instável que lhe permite visitar Oblivion todos os dias. Ele arrisca a própria vida em viagens solitárias, perigosas e muitas vezes infrutíferas na tentativa de resgatar sobreviventes. Cada vez que volta de lá, se mostra mais determinado. Mas o que Nathan procura? Por que não consegue resistir ao chamado de Oblivion, à canção silenciosa de um mundo prestes a ruir e a levá-lo junto?
Criador de The Walking Dead — série vencedora do prestigiado Eisner Awards —, Robert Kirkman retorna com seu talento para contar histórias de caos em cenários pós-apocalípticos. Oblivion Song: Canção do Silêncio narra o luto, os traumas e os limites impensáveis que ultrapassamos para consertar os erros do passado. Com o traço único de Lorenzo De Felici, o primeiro volume reúne os seis fascículos iniciais da série.
Robert Kirkman (criador de The Walking Dead) retorna com sua mestria contando uma história em um mundo pós-apocalíptico junto com um sci-fi instigante. Ao mesmo tempo que Lorenzo De Felici cria uma narrativa gráfica extremamente eficiente.


Há muitos anos parte de Philadelphia e de sua população (300 mil habitante para ser mais exata) desapareceu de forma enigmática. Mas na verdade tudo foi 'transportado' para outra dimensão chamada: Oblivion.

14 maio, 2019

RESENHA | Cinzas Na Neve - Ruta Sepetys

Título: Cinzas Na Neve
Autor(a): Ruta Sepetys
Editora: Arqueiro
Páginas: 240
Gênero: Ficção / Jovem adulto / Romance
Ano: 240
Nota: 5/5 + favorito
E-book cedido pela Editora
Sinopse: PUBLICADO ORIGINALMENTE COMO A VIDA EM TONS DE CINZA.
Lina Vilkas é uma lituana de 15 anos cheia de sonhos. Dotada de um incrível talento artístico, ela se prepara para estudar artes na capital. No entanto, a noite de 14 de junho de 1941 muda para sempre seus planos.
Por toda a região do Báltico, a polícia secreta soviética está invadindo casas e deportando pessoas. Junto com a mãe e o irmão de 10 anos, Lina é jogada num trem, em condições desumanas, e levada para um gulag, na Sibéria.
Lá, os deportados sofrem maus-tratos e trabalham arduamente para garantir uma ração ínfima de pão. Nada mais lhes resta, exceto o apoio mútuo e a esperança. E é isso que faz com que Lina insista em sua arte, usando seus desenhos para enviar mensagens codificadas ao pai, preso pelos soviéticos.
Cinzas na neve conta a história de um povo que perdeu tudo, menos a dignidade, a esperança e o amor. Para construir os personagens de seu romance, Ruta Sepetys foi à Lituânia a fim de ouvir o relato de sobreviventes dos gulags durante o reinado de horror de Stalin.

"Seja com Hitler ou com Stalin, esta guerra vai acabar com todos nós. A Lituânia está presa no meio da briga."

Lina Vilkas é uma jovem lituana de 15 anos, com um dom artístico e seu maior sonho é estudar na capital. Mas seus planos mudam de uma forma brutal na noite de 14 de junho de 1941, agentes comunistas da NKVD (soviéticos) invadem sua casa e à levam com eles, prendendo também seu irmão mais novo e sua mãe.


Eles são jogados em um trem de carga rumo à um campo de trabalho forçado e depois para à Sibéria. Momentos angustiantes já começam dentro do trem: dor, sofrimento, fome, frio, doenças, humilhação e morte são apenas algumas das piores coisas que acontecem com Lina, sua família e os amigos que faz durante a viagem. 
Lina usa seu talento com desenhos para deixar mensagens escondidas e secretas para seu pai, na esperança de ter sua família resgatada. 

13 maio, 2019

RESENHA | O Assassino do Zodíaco - Sam Wilson

Título: O Assassino do Zodíaco
Autor(a): Sam Wilson
Editora: Jangada
Páginas: 464
Gênero: Crime / Ficção / Romance policial / Suspense e Mistério
Ano: 2018
Skoob
Nota: 4/5
Livro cedido pela Editora
Sinopse: Numa sociedade corrupta e violenta, dividida pelos signos do Zodíaco, as desigualdades entre as pessoas vêm do berço e continuam por toda a vida. Assassinatos passam a ocorrer com brutalidade incomum, e as vítimas parecem não ter nada em comum. Seriam esses crimes uma rebelião contra o sistema ou obra de um serial killer? Para encontrar uma resposta, o detetive Jerome Burton se junta à astróloga forense Lindi Childs. Juntos eles percorrem uma trajetória sombria para tentar desvendar uma história tenebrosa de traição, amores perdidos, promessas quebradas e uma verdade devastadora capaz de abalar o mundo em que vivem...
"Leão (fogo) - O rugido desses caras ecoa! Formam um grupo pequeno, mas muito ruidoso, bem em sintonia com os Cancerianos. Também conservadores, trabalham em geral como artistas, políticos e gurus." - Pág: 09

Já se imaginou vivendo em uma sociedade onde seu signo define tudo sobre você?
Em O Assassino do Zodíaco, o dia e a hora do nascimento determinam o lugar da pessoa na sociedade, suas manias, personalidade, profissão... entre outros.


Tudo acontece em San Celeste, e quando Rachel, uma libriana chega na casa de um policial para trabalhar encontra a porta aberta. Imediatamente liga para a emergência, e em meio a conversa com uma atendente encontra o policial morto, mas Rachel também está em perigo agora, pois o assassino ainda está no local do crime, e a moça desaparece. É então que a história começa, o detetive Burton, junto com a astróloga forense Childs pegam o caso e juntos precisam desvendar esse assassinato e outros ainda mais brutais que começam a acontecer. 
De um lado uma investigação que é pura adrenalina para o leitor, e do outro temos Daniel, que descobre que sua filha está escondida há anos em um internato por conta de seu signo. O que essas duas investigações vão ter em comum? Quem é o assassino? Qual será seu signo? Ou seria um Serial Killer? LEIAM!
Copyright © 2019 | Design e Código: Sanyt Design | Uso pessoal • voltar ao topo