27 fevereiro, 2018

RESENHA | Esconjuro - Giselle Melo

Título: Esconjuro
Autor(a): Giselle Melo
Editora: Autografia
Páginas: 202
Gênero: Ficção
Ano: 2017
Skoob
Nota: 4/5
Livro cedido pelo autor
Sinopse: Uma família desfeita por um homem possessivo, obriga que a jovem tenha de correr para casa, a fim de não esquecer seu passado. Por quase uma década, ela e mãe vivem escondidas em uma cidadezinha pacata, que só se anima duas vezes por ano. Mesmo na lonjura, a desventura as encontra. Revoltada por suas perdas, Catarina busca um modo de acabar com tal revés, mas se descobre herdeira de um povo que vive sua sorte em cada época do ano em lugar diferente. Reviram-se e desvendam-se segredos de família na tentativa de aniquilar o infortúnio. Será que, após tantos anos de infelicidade, seria possível voltar a viver?


Esse é um daqueles livros que já chamam a atenção pela capa, ela propaga horror, mas não se deixe enganar, o livro é mais puxado para um suspense leve.
Catarina tem um esconjuro que a impede de ter uma vida normal. Ela e sua mãe vivem isoladas, com medo do que a ventania pode fazer, e como essa ventania tem o poder de afastar a todos.
Mas Catarina está cansada disso, ela quer descobrir o que sua mãe esconde, quer saber mais sobre esse passado, e quer acima de tudo, ter a chance de viver um amor, sem medo de decepcionar a pessoa assim que o tempo começa a fechar.


É então que acontece a quermesse na cidade, apesar de ser uma cidade pequena, o local fica muito movimentado nessa época. Catarina ajuda sua mãe na barraca de doces, e conhece Ricardo. Ele luta muito para ter a atenção de Catarina, mas a menina está disposta a evitar qualquer tipo de relacionamento.


Catarina acaba não resistindo, e se entregando a Ricardo, mas mais uma vez a maldição se faz presente. Catarina decide que está na hora de ir em busca de respostas, e vai descobrir coisas que vão deixar o leitor muito abalado.

"Sempre procurava admirar o lado bom das pessoas, muitas vezes esquecendo da versão traidora e obscura que ocupa cada um dos seres viventes."

Esconjuro é uma história que nos mostra o quanto as pessoas são doentes e obsessivas. O quanto o ser humano está disposto a fazer o mal. Eu fiquei surpresa com o desfecho da história, Catarina é aquele personagem que logo faz o leitor criar um afeto, entender seu lado, e a apoiar em todas as decisões. Ela amadurece muito no decorrer do livro. Temos também Dona Ruth, uma senhora que está ali para Catarina e sua mãe, e sempre disposta a dar os melhores conselhos. A mãe de Catarina também me conquistou, percebi o desespero dela em querer o melhor para a filha, e o quanto seu passado é sombrio.
Outra ponto do livro que a autora acertou em cheio foi colocar uma cultura completamente diferente do que estamos acostumados a ler: a cultura cigana. Quando eu era pequena via muitos ciganos na minha cidade, mas isso passou a ser cada vez mais raro. Achei tudo muito bem elaborado, e rico em detalhes.
A leitura é leve e fluida, e a cada capítulo temos mais vontade de descobrir o que aconteceu e está acontecendo.

A obra está linda, tanto a capa quanto a diagramação. E no final do livro tem uma ilustração muito linda.

Gostaram da resenha? Me conta aqui nos comentários.
Beijos!

9 comentários

  1. Gostei da premissa do livro, fiquei intrigada com os segredos que a Catarina irá descobrir, me deu muita vontade de ler. Gosto de histórias que nos deixam de queixo caído no final, acho que a trama desse livro é uma delas!!

    ResponderExcluir
  2. Oi Aline.
    Adorei a premissa do livro e saber que está mais para suspense do que para terror. A capa realmente dá a entender que é do gênero terror.
    Fiquei super curiosa para saber mais sobre o passado da mãe de Catarina e quais segredos as duas escondem.
    É sempre bom saber que tem um final surpreendente!
    Já vai para a lista de desejados.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Aline!
    Acho a cultua cigana muito interessante, gostaria de saber mais sobre ela, é o primeiro livro que vejo que fala da mesma e eu gostei, também fiquei curiosa sobre essa maldição e do que se trata, e claro, se é algo que esse povo acredita ou somente ficção!
    Que bom que te surpreendeu.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Amei a capa do livro e acho que ela combina muito bem com a história. Achei a premissa bem original, apesar de misturar elementos que a gente já conhece nos livros. A questão de a cultura cigana estar envolvida é incrível, é algo que não conhecemos totalmente e acho muito interessante ter maior contato com esse universo tão complexo. Fiquei curiosa com o livro!

    ResponderExcluir
  5. Olá Aline,
    A capa desse livro faz parecer que a estória é de terror
    A sinopse do livro não chamou minha atenção, mas achei interessante o fato da autora criar personagens mais realistas.

    ResponderExcluir
  6. Adoreeeei. Juro que pensei que fosse de terror quando vi a capa. E as fotos são lindíssimas, eu daria uma chance para essa história. Tentar outros gêneros pode até ser uma boa idéia.

    ResponderExcluir
  7. Eu jurava que era Terror ou Thriller pela capa, me surpreendi ao ler a resenha. Não conhecia a autora e nem a obra, gostei muito da premissa. Mais um que vai para a listinha.

    ResponderExcluir
  8. oi Aline
    Nunca li nada sobre ciganos, realmente a autora soube inovar nisso.
    Fiquei muito curiosa para saber mais sobre essa maldição e os motivos que levaram a ela, mais uma para os desejados.
    Bjins

    ResponderExcluir
  9. Olá, não conhecia a obra, mas adorei a resenha, e nunca li nada sobre a temática ainda.
    A capa é bem misteriosa!
    Beijos.

    ResponderExcluir

Copyright © 2018 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo