21 março, 2018

RESENHA | Guerreiros de Marte - Paulo H. Carvalho

Título: Guerreiros de Marte
Autor(a): Paulo H. Carvalho
Editora: Skull
Páginas: 282
Gênero: Aventura / Distopia / Ficção
Ano: 2017
Skoob
Nota: 3,5/5
Ebook cedido pelo autor
Sinopse: Nove Jovens nascidos em Marte, foram obrigados a deixar o planeta por conta de uma invasão inimiga partindo então para a Terra e sendo adotados por famílias diferentes. Uma profecia dizia que esses jovens lutariam para salvar seu planeta natal das mãos de Zentro. Dotados de habilidades especiais, desde pequenos já estavam destinados a guerra, mas antes teriam de enfrentar outros desafios, como autocontrole e a convivência em grupo.
Oi gente, tudo bem?
Quem ai também ama distopia? Guerreiros de Marte foi um surpresa muito boa, é o primeiro livro do autor, e já posso perceber o quanto ele tem aptidão e pode ir longe nesse meio distópico.


" O ódio é o pior sentimento que podemos sentir Vitorios. O medo pelo menos superamos com a coragem, mas o ódio - Silencio - ele só nos corrompe, e quando não sobrar mais nada para odiar, odiaremos a nos mesmos pelo resto da vida." 

A história começa em Marte, onde o leitor é apresentado a uma profecia, envolvendo nove crianças que ainda estão na barriga de suas mães. Marte será invadida, e essas crianças são a esperança de retomar o lugar no futuro.
Quando as crianças nascem, os Malvinianos chegam e dominam o planeta. Nesse momento Zafine leva as crianças para outro planeta, o planeta azul, mais conhecido como: Terra.

"— Desde quando a cor da pele da pessoa que escolhemos para amar nos desonra? Por que é tão difícil entender que amor não escolhe cor, raça, religião e gênero? Amor só escolhe amor. O que é mais importante que isso? Opiniões e julgamentos só mudam o que você é se você deixar, aquela garota é incrível e para mim só isso importa."

Na Terra essas crianças são adotadas por famílias em locais diferentes, com o passar do tempo, as crianças vão crescendo e algumas acabam descobrindo seus poderes muito cedo, e outras só descobrem na adolescência.
Enquanto isso, em Marte, Zentro escraviza a população, obrigando todos a construir impérios para ele.


Um dos nossos protagonistas tem uma visão, e é então que todos se juntam para começar a treinar e controlar seus poderes, mas nada é tão simples, vamos ter muitos desentendimentos, amores, amizades, superações e aceitação.
Será que nossos Guerreiros vão conseguir retomar Marte?

"Você já tem a chave, então por que não o libertaria de sua prisão? Não seja como aqueles que preferem ficar presos, eles perdem um mundo maravilhoso e cheio de liberdades."

Quero começar dizendo o quanto os personagens são bem desenvolvidos pelo autor, são nove protagonistas, nove personalidades diferentes, nove poderes, e em nenhum momento o autor se perdeu nesse quesito. Muito pelo contrário, eu me apeguei aos personagens, alguns mais (Oi Paul e Ecos <3), outros menos.
No começo achei a leitura um pouco maçante, mas isso mudou depois da página 50, e só larguei o livro após terminar. Outro ponto que me incomodou foi a ambientação em Marte, eu senti falta de detalhes que me colocassem lá, junto com nossos Guerreiros, então me senti um pouco perdida na batalha que aconteceu.
O livro termina com uma ponta mais solta para continuação, e se essa continuação surgir, e o autor melhorar nesses aspectos podemos ter uma nova distopia favorita <3

"— Hoje temos a chance de retomar o que é nosso, temos tudo que precisamos, coragem, força e esperança. Vamos lutar para viver ou morreremos tentando. Por Marte!"

Me conta aqui nos comentários se gostam de Distopia também, eu super indico Guerreiros de Marte, e espero que vocês gostem <3

Instagram do Livro | Em breve 2ª edição 

Beijos!

7 comentários:

  1. Oi, Aline.

    Bom, essas crianças/jovens são a verdadeira e única esperança para os habitantes, né?

    Claro que, tudo isso em meio às árduas dificuldades estipuladas no meio do caminho!

    Distopia não é a "minha praia", mas esse ano pretendo ler pra sair da minha zona de conforto!

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Muito boa a sua resenha, principalmente porque não conhecia essa leitura. É bom quando a história nos acrescenta algo positivo e nos surpreende ao longo dos capítulos.
    Mesmo não sendo um gênero que curto ler, indicarei para os amigos que gostam.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Olá Aline.
    As distopia que li poucos que me prenderam atenção, mas ainda esse ano quero experimentar novos gêneros e distopia é um desses que quero me aventurar a ler. Sobre o livro resenhado,eu não conhecia, pela capa e sinopse parece ser realmente uma história cheia de coisas interessantes. Vou tentar comprar para ler . Bom final de semana.

    ResponderExcluir
  4. Eu super amo distopias e espero que o blog Lost words faça um sorteio ou top comentarista valendo o livro,fica a idéia.Estou com imensa vontade de ler e descobrir como Paulo H.Carvalho deu conta desses nove protagonistase destinados a salvar a vida em Marte.E espero que eles consigam lidar com responsabilidade com seus poderes e seus destinos.Gostei muito que se trata de um autor brasileiro,é a literatura nacional evoluindo minha gente!
    Enfim,amei quero ler o quanto antes.

    ResponderExcluir
  5. Uau fiquei bem interessada em ler esse livro A sinopse até me lembrou um pouco a da série The 100 só que às avessas mas enfim eu vou procurar saber mais sobre o livro e pelo visto já tem o formato físico acho que vou comprar

    ResponderExcluir
  6. Guerreiros de marte parecer ser um livro muito bom, principalmente pois porque nunca li um livro ambientado em marte

    ResponderExcluir
  7. Oi Aline !!
    Eu nundca li esse livro porém essa capa me encantou (eu sei que tem que olhar o conteúdo antes mas quem não fez isso nê?). Não são tantas distopias que me predem, pelo que percebi desta resenha pode ser um livro interesante mas falta um pouco de explicação em algumas partes , e isso realmente me chateia em muitos livros mas em si parece ser um livro bem interesante , mas um que vai para minha lista de leituras deste ano!!!

    ResponderExcluir