07 janeiro, 2018

ENTREVISTA #6 | Autor Patrick Correa


Oi gente, tudo bem?
Esse ano vai ter muitas entrevistas aqui no blog, e vamos começar o ano muito bem, pois o primeiro entrevistado vai ser o autor de Elise e o Silêncio da Morte (resenha aqui), Patrick Correa. E logo tem resenha de O Rosemberg, que li a versão beta do livro <3

Mas chega de enrolar né?
Vamos lá:

1 - Como você percebeu que queria ser escritor(a)?
Lembro de criar histórias diversas desde cedo, sempre escrevendo em cadernos que com o tempo se acumularam nas prateleiras. Ser escritor já estava em mim, mas eu levei tempo para perceber isso. Depois de imprimir em folhas meu primeiro romance e repassar para que algumas pessoas o lessem, decidi levar a sério, pois as críticas sobre minha escrita foram muito positivas.


2 - Qual de seus personagens é seu favorito? Por quê? O que ele significa para você?
Até então meu personagem favorito é Vincent Hüller. Tenho um carinho especial por este personagem pois ele (sem que eu tivesse a intenção) foi o responsável por eu acreditar que poderia ser um escritor. Se eu não tivesse começado a escrever sobre Vincent há dez anos, talvez hoje “Elise e o Silêncio da Morte” não existiria.

3 - Foi difícil chegar até uma editora e publicar seu primeiro livro?
Sim, foi difícil. Este é o drama de todo escritor que está começando e comigo não foi diferente. Escritor precisa ter nome para ter visibilidade das editoras e obviamente quando começamos, ninguém nos conhece. Isso torna as coisas mais difíceis, mas se você tem um bom trabalho, cedo ou tarde irá conseguir. Quando enviei meu original para as editoras, tive resposta positiva de seis das dez que enviei. Fechei com a que pareceu mais interessada.

4 - Existem muitas cobranças por parte dos seus leitores?
Até agora tenho sido bem recebido por quem está lendo meus livros. As cobranças da maioria fica em torno de pedirem que os próximos livros sejam tão bons quanto os que eles já leram.

5 - Você faz muitas pesquisas antes de escrever uma história?
A única vez que pesquisei mais a fundo foi para escrever “O Rosemberg”. Por se tratar de um início com fatos verídicos sobre a segunda guerra.

6 - Por que motivo escolheu o gênero terror? 
Costumo dizer que o gênero de terror que me escolheu, pois sempre foi algo muito natural a maneira como segui este lado mais sombrio da literatura. Com o gênero de terror a criatividade simplesmente flui.

7 - Quais são seus projetos para um futuro próximo? Pretende lançar mais livros?
Meus projetos são sempre focados a curto e longo prazo, todos eles dentro das minhas possibilidades, mas sempre esperando por surpresas maiores. Pretendo lançar novos livros sim, acredito no trabalho e dedicação e busco sempre me aprimorar para que meus leitores sempre se surpreendam a cada livro novo.

Gostaria de deixar algum recado para os leitores do Lost Words, e para seus futuros leitores?
Para os leitores do Lost Words, gostaria de dizer que continuem sempre acompanhando este trabalho maravilhoso desenvolvido pela Aline e o Fernando. Nos “bastidores” disso tudo, reconheci neles duas pessoas maravilhosas e dedicadas.

Para os meus futuros leitores, agradeço por apoiarem a literatura de terror nacional. Continuem prestigiando o meu trabalho e eu continuarei dando o melhor de mim para trazer até vocês aquele bom e velho frio na espinha, com uma forte dose de terror psicológico e “mindblowing” de deixar a mente realmente perturbada.

Sobre o autor:

Patrick Correa é um escritor brasileiro, nascido em Porto Alegre/RS. Autor de livros dos gêneros de suspense e terror psicológico, desde cedo demonstrou interesse pela arte sombria, primeiramente esboçando seus pensamentos através de desenhos e desenvolvendo seu gosto pela escrita, em seguida, criando seus primeiros poemas e contos sombrios, inspirado pelos mestres do mesmo gênero. O violão do pai deixado no canto da sala, serviu para se interessar por música, quando ainda cedo aprendeu as primeiras notas e criou suas primeiras composições  no instrumento. Uniu seus desenhos e contos, embalados em trilha sonoras próprias, até que passou a criar histórias mais longas e complexas, lançando seus primeiros livros "Elise e o Silêncio da Morte" e "O Rosemberg".


Gostaram? Me conta aqui nos comentários.

Beijos!

8 comentários:

  1. Ainda não conhecia o autor e nem os livros dele, então gostei de conhece-lo mais, infelizmente ele trabalha com um gênero que eu n curto muito, mas pra quem gosta, fará bom proveito dos livros dele, que a proposito, parecem ser ótimos!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns ao autor! Orgulho de tê-lo como amigo, criatividade é o que não falta e consegue usar isso em todos os aspectos da sua vida!

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia o autor, mas pareceu-me extremamente acessível e simpático na entrevista. Gostei muito!

    THE PINK ELEPHANT SHOE // Instagram

    ResponderExcluir
  4. Aaaaaaaaaah que entrevista linda, super amei conhecer mais sobre esse autor incrível e que arrebata seus leitores com seus livros maravilhosos. Li O Rosemberg e simplesmente AMEI, não tive a oportunidade de ler Elise, mas em breve. Merece muito sucesso esse moço! 👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👌😍😍😍😍😍♥

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pela entrevista amei conhecer o autor eu vou me inspirar em vcs <3

    ResponderExcluir
  6. Primeira vez que conheço esse autor, tem que ter bastante coragem, criatividade e força de vontade para escrever livros assim desse gênero. Já tentei escrever um livro de terror mas não consegui nem passar para o próximo capítulo.

    ResponderExcluir
  7. Eu adoro entrevistas com autores!
    O Patrick é bem simpático e eu desejo muito sucesso a ele!
    Já virei fã! !

    Bjos

    ResponderExcluir
  8. Gostei da entrevista, deu pra conhecer melhor o autor(que, aliás, eu não conhecia)! Fiquei muito interessada em seus livros, pois terror e suspense são meu gênero favorito!

    ResponderExcluir