03 fevereiro, 2018

RESENHA | A Sutil Arte de Ligar o F*da-se - Manson Mark

Título: A Sutil Arte de Ligar o F*da-se
Autor(a): Manson Mark
Editora: Intrínseca
Páginas: 224
Gênero: Literatura Estrangeira / Não-ficção
Ano: 2017
Skoob
Nota: 5/5 + favorito
Sinopse: Chega de tentar buscar um sucesso que só existe na sua cabeça. Chega de se torturar para pensar positivo enquanto sua vida vai ladeira abaixo. Chega de se sentir inferior por não ver o lado bom de estar no fundo do poço. Coaching, autoajuda, desenvolvimento pessoal, mentalização positiva - sem querer desprezar o valor de nada disso, a grande verdade é que às vezes nos sentimos quase sufocados diante da pressão infinita por parecermos otimistas o tempo todo. É um pecado social se deixar abater quando as coisas não vão bem. Ninguém pode fracassar simplesmente, sem aprender nada com isso. Não dá mais. É insuportável. E é aí que entra a revolucionária e sutil arte de ligar o foda-se. Mark Manson usa toda a sua sagacidade de escritor e seu olhar crítico para propor um novo caminho rumo a uma vida melhor, mais coerente com a realidade e consciente dos nossos limites. E ele faz isso da melhor maneira. Como um verdadeiro amigo, Mark se senta ao seu lado e diz, olhando nos seus olhos: você não é tão especial. Ele conta umas piadas aqui, dá uns exemplos inusitados ali, joga umas verdades na sua cara e pronto, você já se sente muito mais alerta e capaz de enfrentar esse mundo cão. Para os céticos e os descrentes, mas também para os amantes do gênero, enfim uma abordagem franca e inteligente que vai ajudar você a descobrir o que é realmente importante na sua vida, e f*da-se o resto. Livre-se agora da felicidade maquiada e superficial e abrace esta arte verdadeiramente transformadora.

oioi, tudo bem com vocês?
2018 começou com mudanças, eu nunca gostei de livros de auto-ajuda, mas dessa vez o título me pegou, e eu pensei 'preciso ler'.
Mas, A Sutil Arte de Ligar o F*da-se é um livro de auto-ajuda nada padronizado. Não espere por um livro que vai levantar seu ego, dizendo que você pode tudo. Muito pelo contrário, aqui o autor nos mostra que as coisas dão errado sim, e que você sempre é culpado pelas suas escolhas e atitudes. Você que decide o que fazer da sua vida, e precisa saber lidar com as consequências.
Nesse livro o autor vai esfregar verdades na sua cara, você não precisa concordar com o que ele diz, mas para mim foi incrível essa leitura, me fez ver algumas coisas de forma diferente, e a entender que tudo bem se alguma coisa não der certo. Mas ao mesmo tempo, que ninguém é 100% feliz o tempo todo. E também fala sobre redes sociais só mostrarem momentos bons, poxa, a vida não é assim.

"É simples: coisas dão errado, pessoas cometem erros, acidentes acontecem. Tudo isso deixa a gente na merda. E tudo bem. Sentir-se mal é um componente imprescindível da saúde emocional. Negar sentimentos ruins é perpetuar problemas em vez de solucioná-los."

O autor usa exemplos de pessoas famosas, o que faz a leitura ser ainda mais agradável. Pode ser que muita gente leia e não entenda a mensagem que o autor quer passar, mas para mim foi ótimo, a vontade de viver, e de ir atrás do que realmente quero e não do que só vai me trazer coisas boas ficou muito clara.

"Porque eis outra verdade secreta sobre a vida: não tem como ser importante e transformador para algumas pessoas sem ser uma piada e um constrangimento para outras. É impossível, porque não existe ausência de adversidade. Não existe e pronto. Dizem que, aonde quer que você vá, há uma tonelada de adversidades e fracassos esperando. Esse não é o problema. A ideia não é fugir das merdas. É descobrir com qual tipo de merda você prefere lidar."

Espero que tenham gostado, me conta aqui nos comentários se você já leu o livro, ou se leria.
Beijos!

14 comentários:

  1. Nunca li livros de auto ajuda, mas acho que leria esse sim!! O livro fala de um ponto que todos passamos na vida, sempre terá as decepções e obstáculos e só cabe a nós sabermos lidar com tudo para ir em frente. Eu concordo com o fato de que tudo que acontece conosco vem das nossas escolhas!!

    ResponderExcluir
  2. Eu não conhecia este livro, e não costumo ler livros de auto-ajuda. Pela sua resenha este livro parece ser bem interessante, acabei ficando curiosa para ler ele, então quem sabe futuramente eu leia este livro.

    ResponderExcluir
  3. Olá Aline,
    Não sou fã de livro de auto-ajuda e não pretendo ler esse livro.
    O título chamou minha atenção, às vezes em nossa vida quando algumas coisas acontecem é necessário ligar o botao do f*da-se.
    Não pretendo ler, mesmo vc citando que é diferente dos livros de auto-ajuda que já foram lançados

    ResponderExcluir
  4. Eu particularmente não gosto de livros de auto-ajuda, mas o título é interessante.

    ResponderExcluir
  5. Confesso que não tenho muito o hábito de ler livros de auto ajuda, mas este livro também me chamou a atenção devido ao seu titulo. Estou bem interessada em ler ele ainda mias depois da tua resenha, pois parece mais um bate papo do que um guia de dicas motivacional.

    ResponderExcluir
  6. Oi Aline!
    É, eu também não gosto de livros de auto ajuda, simplesmente por acha-los chatos na maioria das vezes. Bom saber que esse é escrito de forma diferente... Confesso que tudo um pouco do que diz o livro eu já aprendi, apanhando claro, mais hoje já sei como ativar meu botão de foda** e levar numa boa, assim como assumir as conseqüências do que faço! Enfim, a leitura de algo assim é sempre válida.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi Aline.
    Também não gosto muito de livros de autoajuda, mas eu leria esse livro.
    Realmente somos responsáveis pelo que nos acontece e não é tudo que dá certo só porque queremos ou desejamos. É preciso correr atrás.
    Achei ótimo o autor dar exemplos de pessoas famosas.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Nunca li, e particularmente tenho um preconceito com livros de autoajuda (infelizmente) e é uma das minhas metas quebrar isso esse ano!
    Com certeza esse livro seria uma boa para eu começar! Devido aos trechos (e ao que você falou) parece ser bem coloquial e nós aproxima do ator, afinal ele é gente como a gente.
    Vou procurar para ler! Muito obrigada pela indicação.

    ResponderExcluir
  9. O título me chamou atenção e até pensei em ser uma comédia sabe. Mas cabei me iludindo, eu não leria pois não gosto muito de livros assim. E confessar que já liguei várias vezes o focasse em pensamento para certas pessoas kkkkkkkk.

    ResponderExcluir
  10. Eu confesso que tenho um certo tipo de preconceito com livros de auto-ajuda, pra mim eles não funcionam direito. Mas o título desse me parece bastante convidativo, principalmente depois que tu comentou que, diferente da maioria dos títulos desse gênero, ele não faz nenhum tipo de afago ao ego do leitor e o coloca como principal responsável pelas consequências que seus atos trouxerem. Acho que essa é uma proposta diferente e inovadora desse gênero, que pode, sim, ser mal-interpretada ou não-compreendida por alguns leitores, mas na qual vale a pena apostar.

    ResponderExcluir
  11. Também não sou muito fã de livros de auto-ajuda, não li muitos, mas esse nome me intriga muito, ainda mais pelo fato que muitas pessoas estão comentando sobre o livro. Amo o contraste das cores na capa também! Já queria ler faz um tempo, sua resenha me incentivou ainda mais, principalmente as partes dos quotes, então sim, eu leria.

    ResponderExcluir
  12. Eu não gosto muito de livros de auto-ajuda, mas ainda assim adoro a escrita do Mark Manson e também do Rupi Kaur são muito legais, ao invés de passar mentiras e ilusões, eles usam as palavras como meio de colocar dúvidas e despertar reflexões sobre o que lá os leitores estejam passando, esses autores são os únicos que eu nunca canso de ler. Eu adoro esse livro, principalmente o título dele kkkkk.

    ResponderExcluir
  13. Oi Aline
    Eu amo livros de auto ajuda, foram eles que me ajudaram em alguns momentos mais difíceis, então com certeza esse vai entrar para meus desejados.
    Livros assim que jogam a verdade na nossa cara é ótimo faz a gente ter outras percepções. Espero entender a mensagem assim como você. Adorei esses quotes também.
    Bjins

    ResponderExcluir
  14. Pra dizer a verdade eu não lia livros de autoajuda, e o que realmente me chamou a atenção foi a capa, bom na hora que eu vi eu me lembrei da minha amiga falando que nos momentos difícies liga o "botão do f*da-se" e segue a vida.
    Então eu li, e nossa... foi super transformador, esse livro te faz pensar nos atos e as decisões que fazemos. Ele mudou meu olhar de ver por algo, eu me surpreendi e não achava que seria tão bom.
    Sua resenha foi super explicativa e demonstrou bastante o que sentimos quando lemos esse livro,obrigada.
    Bjss

    ResponderExcluir