30 maio, 2019

RESENHA | O Homem Inocente - John Grisham

Título: O Homem Inocente
Autor(a): John Grisham
Editora: Arqueiro
Páginas: 336
Gênero: História / Romance policial
Ano: 2019
Skoob
Nota: 4/5
Livro cedido pela Editora
Sinopse: Em 1971, aos 18 anos, Ron Williamson tinha uma carreira promissora como atleta. Acabara de assinar contrato com um time grande de beisebol e de se despedir de Ada, sua cidade natal, para ir em busca do sucesso. Seis anos depois, estava de volta com os sonhos destruídos por um braço lesionado e o vício em bebidas e drogas. Foi morar com a mãe e passava vinte horas por dia dormindo no sofá.
Em 1982, uma garçonete de 21 anos chamada Debra Sue Carter foi estuprada e assassinada brutalmente em Ada. Por cinco anos o crime ficou sem solução, até que uma frágil evidência apontou a investigação na direção de Ron. A partir daí o herói fracassado foi perseguido, acusado, julgado e condenado à morte. O processo, coalhado de testemunhas mentirosas e provas corrompidas, não só acabou de arruinar a vida já despedaçada de um homem, como permitiu que o verdadeiro assassino ficasse impune. Com uma pesquisa impecável e uma narrativa arrebatadora, O homem inocente é um livro que ninguém pode se dar ao luxo de não ler.

Aos 18 anos Ron Williamson, que veio de uma família humilde, tinha uma carreira promissora com o beisebol, mas seis anos depois seus sonhos foram destruídos; Ron ficou afastado do esporte e acabou se envolvendo com bebidas e drogas. Mas ainda tinha esperanças de voltar para os esportes.
Em 1982 um crime cruel abalou a todos, uma garçonete foi estuprada e assassinada em seu apartamento; esse crime ficou cinco anos sem solução, até que uma tênue evidência direcionou as investigações para Ron.



A história se passa em Ada, Oklahoma; onde o homicídio atroz de Debbie e o desaparecimento de Denise revoltam os moradores da pequena cidade; fazendo a policia ser pressionada, querendo resolver isso a qualquer custo. É então que através de policiais desonestos, testemunhos falsos, tortura psicológica, provas corrompidas (e tantas outras injustiças) que injustamente Ron é condenado a pena de morte e seu seu amigo Denis Fritz à prisão perpetua pelo homicídio de Debbi Carter.

Eu não sei que palavras usar para descrever o quanto senti raiva lendo esse livro, raiva do sistema penal americano, raiva da corrupção, das provas falsas, da condenação injusta. E o pior é sabe que a história é real.
O autor é um gênio, é meu primeiro contato com ele e sua escrita é fluída apesar de pesada; ele fez as descrições do caso com detalhes, e mostrou as falhas do sistema.

Uma não ficção onde a história trás inúmeras reflexões, e fica claro que o autor fez incalculáveis pesquisas.
Como o livro é cheio de conteúdo jurídico, eu senti um pouco de dificuldade no começo (apesar de amar o assunto e assistir filmes e séries do estilo); mas depois que peguei o ritmo a leitura foi muito agradável; e me fez sentir muitas emoções, principalmente repulsão quando me colocava no lugar de Ron. O que você faria se fosse condenado(a) a morte sabendo que é inocente e o verdadeiro assassino saiu impune da situação?!

Edição maravilhosa da Editora Arqueiro, só elogios <3

Beijos!

8 comentários:

  1. Já li dois livros do autor e gostei muito, não sabia desse. Essas injustiças que aconteceram com o personagem deixa a gente refletindo sobre isso na realidade acontece muitas coisas erradas, só de ler a resenha já fiquei com raiva rs. Difícil saber o que eu faria, pois teria que provar a minha inocência, mas como se tudo estaria contra mim.

    ResponderExcluir
  2. O rei dos tribunais ataca novamente!!! John é maravilhoso não somente em construir todo este cenários dos julgamentos e afins, mas também nos coloca sempre por dentro deste monte de leis existentes lá foram que sim, causam esse nó na nossa garganta.
    Ainda não tinha lido nada a respeito deste trabalho do autor, mas adorei o que li acima e com certeza, vou conferir.
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. O tema do livro é bem forte, o sistema penal pode ser rigoroso porém injusto se uma pessoa inocente for condenada!! Espero que o personagem consiga provar sua inocência e encontre o verdadeiro assassino!!

    ResponderExcluir
  4. Umas historias assim fazem a gente ver o mundo de uma forma mais crua né. Parece bem pesado. Passar raiva lendo uns trem assim é quase uma agonia alegre pra mim. É horrível mas também gosto de ver a verdade por trás dessas coisas. Não seria um livro que leria de cara, mas acho que iria gostar se lesse. Mesmo que passe raivas...
    Os detalhes das coisas jurídicas e etc podem pesar mas parece bom. Esclarecedora, talvez seja o jeito de descrever o que pode ser essa leitura.

    ResponderExcluir
  5. Gostei da capa, e ultimamente tenho visto falar bastante dele mas essa é a primeira resenha que leio, achei bem interessante, mas acho que terei problema por ter algumas partes juridicas, mas não seria uma leitura que eu negaria, mas leria se tiver a oportunidade. ótima resenha :)

    ResponderExcluir
  6. Oi, Aline!!
    Ainda não li nada do autor mais já estou bem empolgada para ler algo do John Grisham, sou apaixonada por livro de investigação policial e esse livro parece ser muito interessante princialmente por que fiquei curiosa para saber como o Ron vai provar sua inocência!
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Não tive nenhum contato, ainda, com o autor, mas pela resenha, percebi que é uma daquelas leituras instigantes que nos faz quere entrar no livro para ajudar o protagonista e solucionar o crime.

    ResponderExcluir
  8. Esse autor é meu favorito, amo todos os livros dele, porém ainda não consegui ler esse; adorei sua resenha e concordo, deve ser horrível passar por uma situação assim.

    ResponderExcluir

Copyright © 2019 | Design e Código: Sanyt Design | Uso pessoal • voltar ao topo