13 junho, 2019

RESENHA | Black Hammer #1 - Jeff Lemire

Título: Black Hammer - Origens Secretas
Autor(a): Jeff Lemire
Editora: Intrínseca
Páginas: 184
Gênero: Aventura / Drama / Fantasia / Ficção / Ficção científica / HQ
Ano: 2018
Skoob
Nota: 4/5
Link para Compra
Sinopse: No passado, eles salvaram o mundo, mas agora levam vidas medíocres em uma cidade rural fora dos limites do tempo. Não há como fugir, mas Abraham Slam, Menina de Ouro, Coronel Weird, Madame Libélula e Barbalien tentam empregar suas habilidades extraordinárias para se libertar desse incomum purgatório. Obrigados a disfarçar seus poderes, sua natureza e suas origens aos olhos dos habitantes locais, eles personificam uma típica família disfuncional, tentando criar para si uma vida normal. Este primeiro volume, Black Hammer: Origens secretas, reúne os primeiros seis fascículos originais e conta ainda com posfácio do autor, perfis da construção de personagens e esboços originais.
Black Hammer - Origens Secretas, traz a história de cinco heróis, que após a maior batalha de suas vidas, e o sacrifício de um dos combatentes, vão parar em uma fazenda em algum lugar do universo. Uma fazenda que mais parece uma prisão, já que eles não conseguem sair de lá.
Aos arredores da fazenda existem pessoas normais, e por isso eles precisam esconder seus poderes, e fingir ser a família perfeita. Um quinteto peculiar; Abraham Slam, Menina de Ouro, Coronel Weird, Madame Libélula e Barbalien lutam todos os dias com a dor de estarem aprisionados por tanto tempo, alguns desistiram de tentar achar uma saída. O que acontece em seguida? Só lendo para descobrir.



Cada dia eu fico mais fã do Lemire, comecei a ler essa HQ sem muitas expectativas, sem ao menos ler a sinopse; achando que seria apenas mais uma história de super heróis; me enganei completamente. Lemire através de Black Hammer faz uma homenagem aos quadrinhos de super heróis, aqui cada personagem tem características inspiradas nos super heróis clássicos. Ao longo da história vamos conhecendo a origem de cada herói, seus dilemas, amores e frustrações em uma pegada dos anos 50. A vontade de ajudar os personagens é tremenda durante a narrativa, os traços são marcantes, e os personagens bem construidos; todos me conquistaram de alguma forma, mas um me ganhou: Barbalien.


Uma HQ curta, mas com um conteúdo excepcional. A forma como termina é instigante e já aproveitei para começar o segundo volume (resenha na próxima semana). A edição reúne os primeiros seis fascículos originais e conta ainda com posfácio do autor, perfis da construção de personagens e esboços originais. Intrínseca fez um trabalho que merece aplausos.

Não vou me demorar em falar sobre cada personagem, porque acredito que lendo é uma surpresa atrás da outra, não quero tirar isso de vocês. Só leia!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2019 | Design e Código: Sanyt Design | Uso pessoal • voltar ao topo