15 abril, 2018

RESENHA | Menina Má - William March

Título: Menina Má
Autor(a): William March
Editora: DarkSide Books
Páginas: 272
Gênero: Literatura Estrangeira / Suspense e Mistério / Terror
Ano: 2016
Skoob
Nota: 5/5
Sinopse: Publicado originalmente em 1954, MENINA MÁ se transformou quase imediatamente em um estrondoso sucesso. Polêmico, violento, assustador eram alguns adjetivos comuns para descrever o último e mais conhecido romance de William March. Os críticos britânicos consideraram o livro apavorantemente bom. Ernest Hemingway se declarou um fã. Em menos de um ano, MENINA MÁ ganharia uma montagem nos palcos da Broadway e, em 1956, uma adaptação ao cinema indicada a quatro prêmios Oscar, incluindo o de melhor atriz para a menina Patty McComarck, que interpretou Rhoda Penmark. Rhoda, a pequena malvada do título, é uma linda garotinha de 8 anos de idade. Mas quem vê a carinha de anjo, não suspeita do que ela é capaz. Seria ela a responsável pela morte de um coleguinha da escola? A indiferença da menina faz com que sua mãe, Christine, comece a investigar sobre crimes e psicopatas. Aos poucos, Christine consegue desvendar segredos terríveis sobre sua filha, e sobre o seu próprio passado também.
Oi, tudo bem com vocês? Hoje vim trazer a resenha que um livro incrível e ao mesmo tempo perturbador, já ouviu falar de Menina Má? Ele foi publicado originalmente em 1954, e foi um sucesso, e agora lançado pela DarkSide não poderia ser diferente, além dessa edição linda a história é arrepiante.


Rhoda é uma menina aparentemente normal, inteligente, linda, gosta de ser independente apesar de ter apenas 8 anos,  e os mais velhos a adoram diferente das crianças que a evitam.
A escola de Rhoda faz um 'concurso' entre os alunos para ver quem mais evoluiu a sua caligrafia, Rhoda está certa de que vai ganhar, pois tem a letra mais linda, mas seu colega Claude ganha porque apesar de não ter a letra mais bonita, ele teve uma melhora enorme no decorrer do ano, Rhoda não fica feliz dele ter ganhado a medalha, alegando que a medalha era dela.
Mas no piquenique da escola algo ruim acontece, Claude é achado morto e a medalha desaparece, e Rhoda foi vista incomodando ele horas antes, oque pensar? Será que Rhoda seria tão fria a ponto de matar para conseguir algo material, ou foi tudo apenas um acidente, ou mal entendido?

"Não sei do que você está falando, mãe. Não sinto nada."

Christine, mãe de Rhoda, fica pensando em como todos falam do olhar frio de sua filha, ou do quanto ela é independente, e começa a pensar se isso poderia ser algo mais. Pensando nisso começa uma busca em livro e artigos sobre psicopatas, e acaba descobrindo mais do que gostaria sobre seu passado, e ao mesmo tempo ver coisas sobre sua filha que até então tinha imaginado ser apenas acidentes, mas o que faz Christine ficar tão apavorada? Só lendo para descobrir.


Esse livro é um daqueles que você lê um pouco, larga ele e fica pensando no que acabou de ler, é um livro para ser 'devorado' aos poucos, mas quem disse que eu consegui?
Eu estava muito curiosa para saber mais sobre Rhoda, e sobre tudo o que Christine estava descobrindo, queria saber que fim iria levar tudo isso, criava minhas teorias, e no final fui surpreendida.

"As vezes, é difícil entender por que tem de haver tanta dor e crueldade nesse mundo. Mas é algo que todos temos que enfrentar."

Os personagens são muito bem trabalhados, desde Rhoda e sua mãe, até Leroy o zelador do prédio em que moram, e a vizinha Monica que considera Christine como uma filha, e é completamente apaixonada pelo jeito de Rhoda.
O livro tem algumas cenas fortes e perturbadoras, mas ao mesmo tempo é um livro incrível que prende você do inicio ao fim, e mostra como uma criança pode ter atitudes que deixaria qualquer adulto arrepiado.
Outra coisa que quero destacar é a frieza de Rhoda, como o autor soube passar isso ao leitor, uma mente psicopata, só se importando com o seu próprio bem estar.
E claro a mãe, que sente tanto amor, que não acredita que a filha pudesse fazer mal nem para uma mosquinha.

"Eu achei que conhecesse meninas más, mas você é a pior de todas."

E claro que eu não poderia deixar de comentar essa edição da DarkSide, é uma das capas mais lindas da minha estante, linda e ao mesmo tempo perturbadora. O capricho nessa edição é evidente, a capa é dura, folhas amareladas, cores vibrantes, e desenhos incríveis.
No começo o livro conta um pouco sobre o autor, como surgiu Menina Má, e algumas fases da vida do autor, o que achei maravilhoso, eu gosto de saber mais e entender como tudo tomou forma.


Enfim, espero que vocês tenham gostado da resenha, já quero sair indicando Menina Má para todo mundo, me conta aqui nos comentários se você já leu ou leria?
Beijos!


9 comentários

  1. Esse livro foi um dos primeiros que comprei da Darkside, não conseguia parar de ler. Rhoda é uma criança que já começa a desenvolver um comportamento psicótico, ela faz de tudo para ter o que quer, bem intrigante e envolvente!!

    ResponderExcluir
  2. Esse livro, sem dúvidas, é um dos meus queridinhos da vida. Ler sobre psicopatia infantil é sempre perturbador, mas fico fissurada pelo assunto. Acho a mente dessas crianças algo inimaginável, e o autor soube dar esse ar de "isso não é possível" à trama, pois fica claro o quão complicado é para os adultos à volta de Rhoda acreditarem que ela possa ser uma menina má.
    Livrão!

    Beijocas,
    Fabi Carvalhais

    ResponderExcluir
  3. Oi, Aline.

    Por a garota não ter um histórico muito bom, acredito que traz para a trama um clima muito diverso, causando controvérsias.

    Acho que eu não leria, por ele ser muito perturbador!

    ResponderExcluir
  4. Olá Aline.
    Sabe o que mais me chama atenção em Menina má? A crítica que ele faz sobre todos acharem que crianças são completamente "inocentes", já me deparei com livros de ficção e pesquisas reais que dizem ao contrário, e apesar de ser algo assustador de se pensar, acho muito válido falar sobre isso!
    Sem dúvidas a história foi muito bem escrita e não tem como não desejar embarcar na história, irei ler assim que tiver oportunidade!
    Adoro essa capa.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Boa noite Aline.
    A primeira vez que vi a capa desse livro fiquei meio intrigada com a história, mas depois que vi que era meio de terror pensei bastante e não teria coragem de comprar para ler kkkkjk.

    ResponderExcluir
  6. Socorro, para o mundo que a sociedade precisa conhecer este livro AGORA!!! Nossa eu amo Menina Má, inclusive indico o filme porque no final dele, ele recomenda que não conte o fim para os outros. O que eu achei muito interessante e não direi mais, assista. E claro, eu adorei essa resenha, maravilhosa, parabéns!!! Que ótimo que mais alguém ama este clássico! :D <3

    ResponderExcluir
  7. A bastante tempo esse livro está na minha lista, e agora, depois dessa resenha, quero mais ainda ler.
    Adoro livros com essa temática, desperta meu interesse, mas já vi muita gente criticando o final dele, porém isso não tirou a minha vontade de ler!
    Beijos <3

    ResponderExcluir
  8. Boa noite Aline
    Eu li esse livro ano passado, que menina mais capeta né? rs
    Teve cenas que eu nem conseguia acreditar, adorei sua resenha, passou tudo o que eu senti lendo

    ResponderExcluir
  9. Boa noite
    Bom, o que posso dizer a DarkSide Books está sempre fazendo livros perfeitos e não apenas a capa mas sim seu conteúdo também. Eu tinha visto falar sobre esse livro apesar de que eu ainda não li, eu acho que é bem perturbador pelo que eu percebi ainda mais um pensamento assim de uma criança, mas achei interesante o fato de por em uma criança tais pesamentos e ser uma pessoa tão fria que as pessoas não pensariam que ajiria assim.
    Obs: Realmente a capa é linda!!!!
    <3<3

    ResponderExcluir

Copyright © 2018 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo