04 julho, 2018

ENTREVISTA #33 | Autor Matheus Sperafico


1 - Como você percebeu que queria ser escritor?
Na verdade eu só percebi isso depois de publicar meu primeiro livro, até antes disso tinha feito alguns capítulos isolados de histórias paralelas achando que seria fácil. Não foi.
Eu sempre gostei de ler, mas a ideia de escrever não me interessava e até assustava um pouco. Foi só depois de conversar com o escritor Eduardo Spohr em uma palestra que decidi dar uma chance à escrita.


2 - Tem algum personagem favorito? Em modo geral ou do seu(s) livros? Se sim, por quê? O que ele significa para você?
Não sou muito de escolher favoritos (mesmo que hajam muito bons), mas a categoria que mais me interessa é sempre a dos vilões. Na minha opinião, uma história incrível tem que ter um vilão a altura sempre.

3 - Como foi para você, entrar no mundo literário e publicar seu primeiro livro?
Foi algo bem inédito e serviu para acabar com certas expectativas.
O mercado literário brasileiro, até onde vi, tem ótimos escritores que ainda não tiveram a chance necessária para alavancar seus trabalhos para o nível internacional, mas estão se esforçando por isso.

4 - Você faz muitas pesquisas antes de escrever uma história?
Sim, bastante. Geralmente para dar um embasamento decente para o enredo e ambientação. Sempre procuro manter um nível razoável de fidelidade com o real, desde que não conflite com a proposta da história.

5 - Existem muitas cobranças por parte de seus leitores?
Até onde, vi não tantas, a maioria vem por minha parte mesmo. Sempre tento ser bem exigente com tudo o que faço para ver se é digno de ser colocado em papel.

6 - Fale um pouco sobre sua forma de criação.. Tem alguma mania na hora de escrever?
Começa com uma ideia. Depois tento aprofunda-lá e ver todos os buracos que um enredo baseado nela teria. Depois disso vem os personagens e ambientação, além de enredo. Minha mania é ficar ouvindo a mesma musica varia e varias para uma mesma cena ou capítulo, mas ouvi de outros colegas autores que isso é meio que normal.

7 - Quais são seus projetos para um futuro próximo? Gostaria de deixar algum recado para os leitores do Lost Words, e para seus futuros leitores?
Já assinei o contrato para um próximo livro, nele, exploro uma proposta e temática diferentes que considero ser mais adulta que o primeiro.
Aos meus leitores, gostaria de dizer que sempre vou me esforçar para que o livro seguinte seja muito superior ao anterior, apenas me observem. Um grande abraço!

Sobre o Autor: 

Nasceu em 1999, mas o inicio do seu amor pela literatura aconteceu na quinta série, quando conheceu um livro de investigação interativo chamado “A turma dos tigres e os bandidos da internet” que mudou completamente sua visão dos livros. Desde então mergulhou de cabeça na leitura e permanece soterrado nela até hoje.

Seus gêneros preferidos de livro são ficção, romance (de qualquer tipo), fantasia e suspense. Não haveria espaço para listar todos os autores que o ajudaram, mas gostaria de parabenizar a todos aqueles que se dedicam em nome da leitura e outras formas de expressar suas ideias.



Sua Obra:

Sinopse: A Terra já não é mais o lar da humanidade. Por mais que quase todos queiram negar, a verdade permanece imutável, os dias de nosso planeta chegam ao fim. A pouca esperança que resta, aos poucos se esvai. Mas só por que o planeta há de morrer não quer dizer que a humanidade tenha que perecer junto com ele. Os poucos que aceitaram a realidade, que planejaram o futuro, dedicaram todos os seus esforços para salvar não a si, mas ao legado de nossa espécie. Assim nasceu o Projeto Neo Gaia, onde três colossais naves foram enviadas em busca de um novo planeta que pudesse servir de lar aos humanos remanescentes. A jornada foi longa, mas após 16 anos, a tripulação da Rimor finalmente alcançou seu destino, o planeta Gliese832c, que contém características tão semelhantes às da Terra, que foi chamado de Super Terra. A chegada não traz apenas perigos dos fatores externos. A disputa por interesses pode fazer com que tripulantes tenham intenções duvidosas, que arrisquem toda a missão. E, no fim, será que a vida fora da Terra pode ser tão diferente quanto pensamos, ou será que ela é algo mais... assustador?
Instagram do Autor | Aonde Comprar: PenDragon

Beijos!

15 comentários

  1. Gostei de ter conhecido o autor, ótimo post :)

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Mais um autor que tem conseguido trazer seu trabalho com maestria e com isso, conquistar muitos fãs leitores por aí!
    Já li muita coisa sobre este trabalho dele(Neo) e foi muito positivo. Mesmo não fã de ficção científica, fiquei bem curiosa para saber da história.
    E se há um vilão à altura!
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Ele é jovem e já tá escrevendo uma ficção que parece ser promissora, gostei da sinopse e da entrevista, concordo com ele sobre os vilões, amamos odiá-los e histórias incríveis geralmente tem bons ou maus vilões :D :D Sucesso e sorte na carreira dele ;)

    ResponderExcluir
  4. Que legal conhecer o autor desse livro que está nos meus desejados para ler. E muito bacana conhecer de onde veio o mundo que ele criou, também ajuda a outros futuros.

    ResponderExcluir
  5. Adorei a entrevista e a sinopse do livro.
    Nunca li nada do gênero e me intrigou pelo fato de que essa pode ser uma verdade: se acontecesse conosco, a mudança de planeta não seria algo tão pacífico como muitos pensam.
    Matheus, com sua pequena entrevista percebi que você tem um potencial gigante e com certeza irá conquistar cada vez mais leitores e fãs. Tenha uma boa sorte nessa caminhada!

    ResponderExcluir
  6. Olá, fiquei muito feliz de saber que um autor tão jovem já possui tamanho talento e reconhecimento. Eu também partilho da opinião de que os vilões são os melhores personagens, pois se estes são desenvolvidos podemos entender o que os leva a abraçar o lado sombrio. Beijos.

    ResponderExcluir
  7. (Eu amo esse espacinho que vocês abrem para os escritores nacionais)

    Também escrevo (por enquanto, apenas para mim) e acabei me identificando com parte das respostas. Vilões também me atraem na maior parte das vezes.
    Eu espero que o autor obtenha ainda mais sucesso no próximo livro.

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia o autor, mas gostei de saber tão jovem e tão talentoso.
    Bem legal poder dar chance para poder sabermos mais sobre a literatura brasileira.
    Adorei o post!

    beijinhos
    She is a Bookaholic

    ResponderExcluir
  9. Eu gostei muito da entrevista, trazendo muitos escritores nacionais que estão começando sua jornada. Eu li a resenha no blog sobre o livro e é bom conhecer o dono da obra.

    ResponderExcluir
  10. Olá Aline! Fico muito feliz com a qualidade da escrita dos novos autores. Sempre me surpreendo com as novas ideias. Como o Matheus também aprecio um bom vilão. A obra dele me parece bem interessante, faz as pessoas refletirem sobre o futuro do planeta e o que acontecerá se não cuidarmos bem dele. Beijos

    ResponderExcluir
  11. Aline!
    Aqui impressionada com a tenra idade do autor e já com um livro de ficção interessantíssimo, com um enredo que promete uma grande viagem durante a leitura.
    Tenho gostado de ler as entrevistas com os novos autores, amo literatura nacional e conhecer escritores jovens que nada ficam a dever aos do exterior, é motivo de orgulho.
    Desejo uma ótima semana!
    “Se você realmente quer algo na vida, tem que lutar por isso.” (Homer Simpson)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA JULHO - 5 GANHADORES - BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  12. Oi,
    Primeiro, não conhecia essa obra do autor, foge muito do que costumo ler, mas amei essa capa e a sinopse deixou gostinho de quero mais..
    Mateus, eu também adoro os vilões, acredito nos finais felizes, mas os melhores personagens sem dúvida são eles.
    Concordo que temos ótimos escritores nacionais que ainda não tiveram o reconhecimento merecido, por isso sempre indico os que conheço.
    Bem legal conhecer mais do autor..
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. O autor apesar de novo está indo atrás de seus sonhos e se mostrou ter muita garra para isso, está de parabéns!! O livro parece ser bem bacana, gosto de histórias que envolvem a sobrevivência humana, e ainda mais, em outro planeta!

    ResponderExcluir
  14. Que premissa incrível e que conexão com a capa, linda!!! O foco da entrevista continua perfeitamente bem, o autor se saiu bem nas respostas, também adoro os vilões!

    ResponderExcluir
  15. Que maravilha, um autor bem jovem e com tanto bom gosto e talento. Adorei conhecer o autor e seu livro. Que ele continue escrevendo livros de qualidade. Parabéns!

    ResponderExcluir

Copyright © 2018 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo