13 dezembro, 2018

RESENHA | Linha 4 Amarela - Felipe Mendes

Título: Linha 4 Amarela
Autor: Felipe Mendes
Editora: Lura Editorial
Páginas: 224
Gênero: Ficção / Literatura Brasileira / Política / Romance policial / Suspense e Mistério
Ano: 2018
Skoob
Livro cedido pela Editora 
Sinopse: Um ataque terrorista no horário de rush no Metrô mais lotado da América deixa mais de 7 mil pessoas presas e soterradas a mais de 55 metros de profundidade!
Agora imagine se a sua vida e de seus amigos dependessem da honestidade e rapidez do sistema político brasileiro?!
Linha 4 Amarela é um livro extremamente diferente de qualquer outro que você já leu ou ouviu falar.

                                       
Em nome da Mãe, em nome de Sete!

7 bombas explodem nas entradas e saídas da linha amarela do metrô em São Paulo. Um grupo terrorista denominado 7 faz exigências para o governo, enquanto pessoas morrem ou estão presas na linha 4. Esse grupo é comandado por 'Mãe'. 

O governo não quer aceitar a primeira exigência do grupo, não quer negociar com terroristas, e isso piora a cada momento. Exigências cada vez mais complexas aparecem e entram em jogo família, dinheiro, orgulho, e poder. Será que existe honestidade no sistema político? Ou mais de 7 milhões de pessoas precisam morrer por estarem nas mãos de pessoas assim? Terrorismo ou justiça? O que você faria?


Com uma narrativa frenética, narrada em terceira pessoa o autor me levou para uma situação de completo caos e destruição, ao mesmo tempo em que cada capítulo me apresentava os personagens e suas histórias, os motivos e o preço que estavam pagando por seus erros. 
Uma leitura rápida e instigante. Com descrições bem feitas (é nítido o trabalho que o autor teve em pesquisar para colocar tudo de forma correta no livro).
Morei algum tempo em São Paulo e usava a linha 4, a história conseguiu me transportar para lá novamente, e mesmo quem nunca esteve lá pode contar com descrições fieis de tempo e locais.

Os personagens são bem desenvolvidos mesmo possuindo somente uma apresentação deles nesse primeiro volume (falando nisso preciso do segundo para ontem, como assim um final desses? Preciso de mais.). O final me deixou ansiosa por mais, mas fez perder uma estrela pelo momento em que parou; O autor conseguiu colocar personagens reais na história sem citar seus nomes (bela jogada), e ao mesmo tempo fez uma critica a nossa politica, mas quem não gosta do assunto não se preocupe, não tem nada extremo na história. 

A edição da Lura Editorial está com uma diagramação linda, capítulos divididos por um sete com fundo preto, capa remetendo a história. Alguns erros ortográficos mas que não atrapalham a leitura.

Recomendo a leitura.

Beijos!

20 comentários

  1. Olá Aline!
    Achei o livro com uma temática bem impactante e atual. Eu não sei o que faria, se cederia às exigências terroristas ou não, pois é como ser chantageado, como vamos ter certeza de que aquela pessoa não trará a tona o assunto outra vez após cedermos? - neste caso fariam um outro atentado? Realmente um grande dilema. Fiquei curiosa pra saber como o autor conseguiu caracterizar os personagens sem dar nome a eles. Só lendo mesmo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá, Aline! Tudo bem?

    Adorei sua resenha: transmitiu exatamente o que o autor quis transmitir com esse livro.
    Parabéns pela belíssima resenha!

    Abraços,
    Daniel Moraes
    luraeditorial.com.br

    ResponderExcluir
  3. Uau...
    Apesar de não ter tanto contato com o gênero, a premissa consegue chamar atenção. É uma história original, me parece bem empolgante.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá, vejo que essa obra conta com um ritmo frenético de acontecimentos que torna impossível parar de ler. Gosto muito quando um autor usa como cenário um lugar bastante conhecido, pois fica muita mais fácil visualizar toda a cena. Outra ponto alto é o viés político que o autor faz questão em abordar, sendo que o faz de forma sutil porém suficiente para nos deixar uma reflexão. Beijos.

    ResponderExcluir
  5. É por este e outros tantos motivos, que sou fã incondicional de nossa literatura nacional. E esta oportunidade única de vir a conhecer novos autores nacionais, eu só encontro aqui!
    Não conhecia o autor e nem este livro, que é de um gênero que eu gosto muito.
    Desde o título, capa e enredo instigam o leitor a descobrir o que houve ali, num local tão perto de todos nós!
    Com certeza, vai para a lista de mais desejados!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  6. Eu vi esse livro em um ig no instagram. Me chamou bastante atenção. Eu fiquei bem curioso, mas o que me deixou mais intrigado foi o fato de que tem continuação. É um tipo de historia que geralmente termina em um livro só. Mas isso pode significar que o livro é realmente bom.

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia o livro, não conhecia o autor, mas já estou muitíssima curiosa pra ler, a capa é linda e muito bem pensada, amei toda a premissa do livro deve ser adrenalina do inicio ao fim, quando se trata de politica é sempre um tema muito tenso, legal que aqui não toma todo o livro, acho até que o autor deve ter trazido o tema como forma de reflexão, ótima resenha!
    Bjs!!

    ResponderExcluir
  8. O enredo do livro causa algum tipo de claustrofobia?

    Achei o assunto de Linha 4 Amarela bem interessante, por se passar no Brasil e por tratar de política e de como ela funciona (ou não).
    Deve ser uma experiência única ser transportada para um lugar em que já esteve, eu não conheço São Paulo e nunca estive em um metrô, porém, dá pra imaginar como seria se isso realmente acontecesse um dia.
    Ótima resenha!!

    ResponderExcluir
  9. Gostei por se passar aqui na minha cidade, fica mais fácil de visualizar o local, parece ser uma leitura bem reflexiva, de esquentar a cabeça pensando em que decisão tomar, pois tem as consequências da escolha. A leitura parece ser bem ágil e envolvente, para se saber o que vai acontecer.

    ResponderExcluir
  10. Credo, que horror. Só de pensar já dá um desespero enorme, mesmo eu que nunca cheguei perto de um metrô (sou de Curitiba).
    Mas super leria!

    ResponderExcluir
  11. Eu achei o enredo bem interessante e envolvente. Ao meu ver, é uma boa história. E não me importaria se a crítica à política fosse mais aprofundada.
    Eu não conhecia o livro, mas já tinha ouvido falar do autor. E pelo o que pude notar, o segundo livro vai ser muito bom também.
    Adorei a resenha. Curta e bem explicadinha.

    Bjos

    ResponderExcluir
  12. Muito boa a iniciativa do autor em ambientar a história no Brasil. Mesmo sendo brasileira, por quase tudo que já li ser estrangeiro, minha inclinação seria escrever uma história nos Estados Unidos ou na Inglaterra. Fiquei querendo saber mais sobre o livro na resenha, mas não sei se isso seria possível sem entregar demais o enredo.

    ResponderExcluir
  13. Adoro essas histórias que envolvem catástrofes e instinto de sobrevivência, ainda mais se passando aqui em São Paulo!! Já fiquei pensando em como eu reagiria se estivesse numa situação dessas e principalmente, como o governo trataria!!

    ResponderExcluir
  14. Oi, Aline!!
    Gostei muito da premissa da história, pois sempre gostei de livros com muito suspense e mistério. E também adorei saber que se trata de um romance policial brasileiro. E fico me perguntando se toda essa história fosse real o que os politico iriam fazer. Amei a indicação!!
    Bjos

    ResponderExcluir
  15. Eu já tinha visto esse livro em algum lugar, mas juro que achava que era algo sobre política atual, tipo um livro jornalístico, que falasse sobre corrupção na construção das obras do metrô ou algo assim. Viajei completamente! hahaha
    Mas agora que li aqui sobre o que se trata me interessei. Me lembrou um pouco "Velocidade Máxima", aquele filme dos anos 90, com Keanu Reeves e Sandra Bullock, só que com o bônus de ser nacional e atual. Adorei a indicação!

    ResponderExcluir
  16. Ataques terroristas dão ótimas narrativas, de cara Linha 4 Amarela me lembrou a série Quântico - que amo! Assim como na série, sua descrição do livro me fez sentir entrando na história, conhecendo o papel de cada personagem, a importância e sua futura consequência, assim como deu pra imaginar os conflitos das reuniões governamentais para o poder da decisão. Anotei como próximas leituras!

    ResponderExcluir
  17. Participei do sorteio desse livro no seu instagram mas infelizmente não ganhei, vou procurar comprar porque como comentei lá esse livro me chamou muito a atenção. Ataques assim, ainda mais em metro deve ser um caos total. Ótima resenha, e bela foto
    vlw

    ResponderExcluir
  18. Nossa, só de ler já deu agonia, imagina acontecer isso mesmo e o regaste dependendo dos políticos do Brasil? Ia todo mundo morrer Haushsu gostei bastante,me chamou muito atenção, o livro já vai entrar na minha listinha de futuras compras quero saber o que acontece no final fiquei curiosa.

    ResponderExcluir
  19. Oi Aline,
    Olha, que livro mais real. É nítido que o autor soube aproveitar bem o momento político que estamos vivendo no Brasil, e melhor, trouxe a tona algo que, infelizmente, pode um dia se tornar real com tantas pessoas descontentes.
    Confesso que fiquei apreensiva ao ler a resenha, e isso é bom, mostra o quando é bem escrito.
    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Não tenho muito costume de ler esse gênero, porém esse livro parece ser bem interessante e fiquei curioso nessa questão de aceitar as exigências dos terroristas. Gostei do tema principalmente por se tratar de um tema que atualmente acontece muito no Brasil. Com certeza viraria um caos se acontecer um ataque no metrô

    ResponderExcluir

Copyright © 2018 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo