07 dezembro, 2018

RESENHA | Não Brinque com Espíritos - Márcio Cardoso Pacheco

Título: Não Brinque com Espíritos
Autor: Márcio Cardoso Pacheco
Editora: Amazon
Páginas: 39
Gênero: Contos / Suspense e Mistério / Terror
Ano: 2018
Skoob
Sinopse: Quando volta pra sua cidade natal, no dia do halloween, Jimmy marca um reencontro com seus amigos de infância, na antiga casa abandonada dos Comptons. Um de seus amigos, Mike, descobre um tabuleiro ouija escondido em um dos quartos. Quando eles começam a jogar, coisas estranhas acontecem e fantasmas do passado voltam para aterrorizá-los. Que segredos aquela casa esconde? Conseguirá o grupo sair incólume desta brincadeira ou pagará um alto preço por brincar com espíritos?
                         
Jimmy acaba de voltar para sua cidade natal, as decorações de Halloween e crianças com a famosa frase 'doces ou travessuras?' lhe trazem lembranças.. Mas ele está indo até uma casa abandonada encontrar os seus antigos amigos. Após algum acontecimento que devastou Jimmy fazendo ele ir embora da cidade, essa é a primeira vez que vai rever os amigos; uma casa abandonada com fama de mal-assombrada, alguns jovens e um tabuleiro ouija. Presente e passado se misturam, até onde uma brincadeira pode se fundir com a realidade? Não brinque com espirítos, ou você será o próximo!


O ar de mistério já começa nas primeiras páginas, levando o leitor a criar teorias e prosseguir com a leitura sem ver o tempo passar. A ideia de colocar o tabuleiro ouija foi ótima, afinal, eu gosto quando a história tem coisas sobrenaturais. Apesar de ser um conto curto, todos os detalhes são bem desenvolvidos pelo autor, tanto os personagens quanto suas histórias. No final tudo se encaixa de forma sublime e descobrimos segredos obscuros. Eu percebi algumas coisas logo no começo e mesmo lendo de noite não senti medo como em outros contos do autor, mas fiquei surpresa com o final apresentado. 
A escrita do Márcio é leve e conduz o leitor para o último ponto final de forma rápida, uma característica positiva que percebi em seus contos e livro (que logo vai ser lançado).

Indico esse livro para pessoas que gostam do gênero e até mesmo para quem começou a se aventurar, mas já adianto...cuidado!

Gostaram da resenha? Me conta aqui nos comentários.
Estou pensando em trazer a resenha do livro do autor, uma resenha beta.. assim que ele estiver em pré-venda. O que acham? 

Beijos!

23 comentários

  1. Aline!
    Gosto muito do gênero e não conhecia a obra nem o autor, mas pelo que falou em sua resenha, tudo foi bem construído e com um final interessante.
    Acredito que deva ler sim o livro do autor como leitora beta e trazer suas impressões para nós.
    Um ótimo final de semana!
    “Bendita seja a data que une a todo mundo numa conspiração de amor.” (Hamilton Wright Mabi)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DEZEMBRO - 7 GANHADORES – BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  2. Sempre adorei o gênero e isso da tal tábua sempre povoou o imaginário de todo leitor, principalmente desta leitora aqui, que já tentou "brincar" disso quando era bem mais jovem.rs
    Ainda me pergunto como um assunto tão batido, ainda pode render letras tão gostosas e assustadoras!
    Ainda não tinha lido nada a respeito do trabalho do autor, mas como fã de contos de terror, o livro vai com certeza, para a lista de desejados!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Sempre achei esse jogo legal hahahaha, já tentei jogar mas ainda bem que não joguei. Eu acredito nessas coisas rsrs
    Adoro o gênero, nunca li nenhum livro com esse tipo de jogo, mas ja assistir algo... Só não estou me lembrando onde.
    Adorei a resenha, bjs

    ResponderExcluir
  4. Aline pode trazer todas as resenhas dele, de verdade amoo o gênero e no próximo ano estarei novamente me aventurando em novos contos de terror, esse em questão deve ser ótimo não só pelo fato de misturar presente e passado, mas por tudo o contexto também dia de Halloween, casa mal assombrada um acontecimento triste um prato cheio para um ótimo terror, amei a capa (as mãos abertas meio que dando tchau e o goodbye escrito, deu até um arrepio rsrs), como sempre ótima resenha agora quero lê o mais rápido possível!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  5. Quem em sã consciência marca um encontro em uma casa abandonada? E ainda vai brincar com tabuleiro OUIJA? Só podia dar ruim mesmo kkkk

    ResponderExcluir
  6. Olá, a abordagem de jogos do tipo Ouiija é um pouco saturada, porém o autor compensa a falta de originalidade com uma condução narrativa ótima, sendo que em poucas páginas o leitor fica satisfeito com o desfecho entregue. Aguardo a resenha do livro para conhecer um pouco mais do autor. Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Também adoro sobrenatural nas historias ficam mais interessantes, gostei que já começa com mistério e com um clima que alguma coisa ruim por aí rs. Deve ser uma litura que deixa o leitor aflito, até ele descobrir o que acontecerá com os personagens.

    ResponderExcluir
  8. A sinopse me chamou atenção. Também gostei dele ter inserido o jogo ouija na história. Também amo histórias que envolvem coisas sobrenaturais. Apesar de não ler muito esse tipo de literatura.
    Mas vale a pena conhecer mais.
    Adorei a resenha e adoraria ver a resenha do livro também. Ansiosa!!

    Bjos

    ResponderExcluir
  9. Olá Aline!
    Bem típico esse enredo que envolve o jogo de espíritos e de cara o autor já deixa seu recado através do título. Genial a ideia de interligar os contos no final e revelar o grande mistério. Não faz muito o meu estilo de leitura mas eu com certeza recomendaria para um amigo que curte terror.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Não leio livro com tema de espíritos ou que sejam de terror, morro de medo kkk
    A não ser Coraline, mas não conta pq é um terror infantil.

    Beijos,
    www.garotaeraumavez.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Adoro contos com essa temática mais sombria, é bom porque você pode ler uma história completa em um dia. Tabuleiro ouija é sempre uma boa pedida pra esse tipo de escrita né kkk
    Não conheço esse autor, mas acho que vou ler esse conto.
    Obrigada por trazer essa resenha, e faz resenha beta do livro siim :D

    ResponderExcluir
  12. Eu acho que esse negócio de tabuleiro ouija é uma boa jogada mas já está meio clichê. De qualquer forma leria pois gosto do tema e é um conto curtinho.

    ResponderExcluir
  13. Traga a resenha do livro! Estou em busca de bons autores de terror. Bem, terror é algo que é difícil fugir dos clichês. Acho que vai da habilidade do autor...

    ResponderExcluir
  14. Me parece uma ótima trama, já deixou um gostinho de curiosidade com o passado do personagem e acho que ele e os amigos com certeza pagarão por brincar com os espíritos, talvez mostrando o pior medo de cada um, só lendo pra descobrir!!

    ResponderExcluir
  15. Oi, Aline!!
    Já gostei da premissa da história pois adoro livros de suspense, mistério e terror, e fico me perguntando por que Jimmy e seus amigos vão se encontrar numa casa abandonada em pleno Halloween e ainda vão jogar com o tabuleiro ouija e pedir para algo acontecer.
    Bjos

    ResponderExcluir
  16. É melhor eu parar de ler essas resenhas porque já quero ler todos! hahaha
    Falando sério: tá demais esse blog, fico feliz de ter conhecido e estar me aventurando mais nos posts, embora de fato eu preciso aprender ainda a escolher entre as indicações, porque ler tudo é impossível... heheh
    O bom nesse caso é que é um conto, então é rapidinho, já baixei aqui e vou ler.
    Também adorei a ideia da Ouija, acho que o conto promete (depois volto aqui pra dizer o que achei!)
    OBS: pode fazer resenha beta do livro em pré venda sim, queremos mais! haha :)

    ResponderExcluir
  17. Eu AMEI num grau essa capa de Não Brinque com Espíritos que nem consigo expressar. Não imaginava ser apenas um conto, mas que bom que o autor soube desenvolver bem a história e os quesitos sobrenaturais. Sigo curioso com a história, agora ainda mais devido a uma proposta um tanto clichê, mas apresentando um final diferente.

    ResponderExcluir
  18. Ouija? Se você nunca 'brincou' ainda vai brincar kkkkkkk tenho uma história sinistra com isso que rolou com alguns amigos também, então já me identifiquei com esse conto.
    Ótima resenha, não conheço o trabalho do autor ainda, pelo que vejo ele é novo no mercado né? Espero ler algo dele em breve, férias chegando então posso aproveitar
    vlw

    ResponderExcluir
  19. Oi Aline,
    Ai ai, quero saber mais detalhes kkk Eu também adoro esses elementos sobrenaturais, gostei de envolver o tabuleiro, até porque é algo que - mesmo com outros nomes - sempre 'brinquei', quem nunca fez esse tipo de jogo e depois se arrependeu, não é? Também despertou minha curiosidade saber mais sobre Jimmy, e o que levou ele a se afastar.
    Fiquei curiosa desde o post de lançamentos, agora quero ler!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Siiiim traga a resenha do livro ❤ já li esse conto, tenho ele no kindle realmente ele também não me deu medo porém isso não o torna menos interessante o conto é mesmo muito bom e o final surpreende um pouco.

    ResponderExcluir
  21. Também Adoro o gênero terror, mas eu não tenho coragem pra bricar no tabuleiro Ouija. Vai que invoco um espírito e não consigo mandar ele embora.
    Já quero ler essa obra e acho uma boa ideia você trazer uma resenha do livro desse autor. Assim podemos conhecer as outras obras do Márcio

    ResponderExcluir
  22. Realmente a pessoa tem que estar sem nada o que fazer para resolver do nada chamar os amigos para ir numa casa abandonada para jogar um joguinho do capiroto eu realmente não entendo esses adolescentes de livros de terror porque meu Deus do céu, é muita insanidade. Por isso não fiquei tão interessado em ler esta obra

    ResponderExcluir

Copyright © 2018 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo